quinta-feira, 21 de outubro de 2004

Javascript. A pior linguagem do mundo!

Pois é, é isso que eu penso. Eu acho que Javascript é a pior linguagem que eu utilizo no meu dia a dia. Mas como sou desenvolvedor Web, não tenho outra escolha, então, tenho que engolir o Javascript.



Em qualquer linguagem, quando estamos escrevendo o código, já é possivel saber, ou pelo menos ter uma idéia, do que vai acontecer quando aquele código for executado. Com Javascript isso não acontece, só é possivel saber o que um trecho de código vai fazer executando o código. Nesse caso, o código pode funcionar como esperado, não funcionar, dar um erro normal, ou um erro maluco que não se pode endenter. E para qualquer tipo de código essas 4 situações são possiveis.



Um grande problema certamente são os diferentes navegadores executando o Javascript cada um a sua maneira. Qualquer código deve ser testado em no mínimo dois browser. Como eu não tenho o KDE, nem um iMac (aceito doações) , sempre testo meus sistemas web no Internet Explorer e em algum browser baseado no mozilla. O que permite que meu Html/Javascript vai poder ser rodado em todas as plataformas. E com isso, sou obrigado a por os inevitávies if (browser.isIE) no código.



Mas o pior do Javascript certamente é a falta de lógica. Já me vi com problemas do tipo 101.23 + 0.01 = 101.24000000001. Sim, só dei um round e resolvi o problema, mas a questão é, porque isso acontece?



E esse é só um detalhe, tem muitos outros problemas. Trabalhar com a arvore do HTML é uma coisa que sempre foge da lógica, e é preciso muitas tentativas para se chegar no objetivo final. Gosto de fazer sistemas dinamicos que não atualizam o HTML, mas as informações mudam atravéz do Javascript, e sempre é uma dor de cabeça, as vezes quase piro, mas confesso que a satisfação no final é bem boa. :)



Eu gostaria mesmo era de poder usar o Python no lugar do Javascript. Não to dizendo gerar conteudo dinâmico com o Python, mas sim manipular o HTML com Python, a mesma coisa que fazemos hoje com o Javascript, simplesmente utilizando a sintaxe, e a lógica do Python.



Enquanto isso não acontece, vou tomando muita agua do vazo para entender e programar melhor em Javascript, e torcendo para não precisar dele por muito tempo.

Um comentário:

  1. Cara. Estou visitando o seu blog pela primeira vez através do comentário que você deixou no meu blog e gostei muito do conteúdo. Você escreve bem...
    Mas voltando ao post, eu também trabalho com desenvolvimento web, com o trio HTML + ASP + Javascript e também sofro com esses erros malucos do Javascript!
    Um dia isso acaba...
    http://www.javablogs.com.br/blogs/page/rickduarte

    ResponderExcluir