sexta-feira, 31 de julho de 2009

Tive um Nokia N97 em minhas mãos. E ele é lindo.

É isso, nem acreditei quando vi na minha frente. Achei que iria demorar um tempo ainda pra mim conseguir ver um N97 de verdade, mas hoje tive a grata surpresa de pode mexer em um por algum tempo.

A foto ficou tosca, e com o flash do meu celular, mas da pra ver bem:








From Blog EraInfo

Basicamente, é o telefone mais lindo que já vi. As bordas, os traços, o teclado. É lindo. Na prática, o "form factory" dele pra mim é imbativel. Nada se compara a um teclado de verdade, e o do N97 se mostrou excelente no meu curto teste. O formato com a tela inclinada em cima do teclado é muito legal mesmo, e fechado não é tão grande como eu imaginava.

Falando em tamanho, em 18 de junho eu tinha postado no Twitter sobre um rumor da existência de um N97 menor que o atual. E que esse seria o ideal por não ser tão grande. Parece que vai sair mesmo:








From Blog EraInfo

Provavelmente custará mais barato que o original, e se tiver os mesmos recursos, com uma tela maior que 3 polegadas, vai se um ótimo telefone, sem precisar carregar um tijolo gigantesco no bolso (como é hoje com meu N95 e outros com tela de 3.5 polegadas).

Sobre a versão do Symbian com suporte a touch screen, posso dizer que ela é bem pior do que eu imaginava. Já tinha mexido em um 5800 mas não deu pra ver como é ruim. A Nokia simplesmente aumentou todas as fontes e áreas do Symbian normal e colocou numa tela touch. O Symbian 3ª edição para celulares sem touch eu acho excelente, não tem nada melhor, mas não criar algo novo para uma interface touch é um erro gigantesco.

Como disse achei o N97 lindo, mas não é isso que me atrai nele, são realmente as funcionalidades e enquanto não existe um concorrente que me motive a mudar da dupla Nokia/Symbian, vou sonhando com eles, mas o Android está quase lá.

Um comentário:

  1. Ô inveja... Um dia ainda vou ter um N97 p/ brincar também.

    ResponderExcluir